Passo a passo contra a pobreza e a Aids

Publicada em 22/08/2008 no Click 21

Por Cristina Cople

Foto: Divulgação / UNHCRdoente

No fim do ano, muita gente faz um balanço do que passou e percebe que fez pouco ou quase nada por projetos sociais. Daí é uma correria para ajudar uma instituição, comprar mantimentos ou virar o Papai Noel de uma criança pobre. As pulseiras de borracha vendidas como forma de arrecadar recursos para campanhas nacionais e internacionais viraram uma febre pelo Brasil. Qualquer vendedor ambulante do centro do Rio de Janeiro vende a tal pulseirinha por um preço módico que, não se engane, vai apenas garantir a renda do próprio vendedor. A grande maioria é falsificada mesmo e não tem qualquer comprometimento com projetos sociais. Até os programas humorísticos já se aproveitaram do filão para abastecer seu estoque de piadas.

Eu mesma tenho duas, só que originais! Quando surgiram, as pulseiras eram uma raridade e sinal de que a pessoa que usava era ‘descolado’ e ‘engajado’. Títulos à parte, a verdade é que os acessórios têm um propósito real importante.

A cor de cada pulseira indica o projeto a que se destinam os recursos. Neste caso, vou tratar especificamente da branca, que remete à campanha ‘One by One’ (Passo a Passo).  A mensagem divulgada é ‘Make Poverty History’ (Faça da Pobreza História).

A ‘One’ é um esforço desenvolvido por norte-americanos para lutar contra a pobreza extrema e a disseminação da AIDS. A idéia é que as pessoas podem contribuir para combater problemas globais ‘passo-a-passo’. Tomar pequenas atitudes podem mudar o cenário internacional. A campanha se tornou necessária porque luta para que 1% do orçamento dos EUA seja destinado à assistência humanitária. Com estes recursos, países pobres recebem investimentos em saúde, educação, água tratada e comida, ajudando a transformar o futuro e a esperança de uma geração inteira.

A campanha foi fundada por várias organizações internacionais reconhecidas como: ‘Bread for the World’, ‘CARE’, ‘DATA’, ‘International Medical Corps’, ‘International Rescue Committee’, ‘Mercy Corps’, ‘Oxfam America’, ‘Plan USA’, ‘Save the Children US’, ‘World Concern e World Vision’. Os trabalhos também são realizados em conjunto com a ‘Associação Nacional de Basquete dos EUA’, ‘Rock the Vote’ e a ‘Campanha do Milênio’.

Os nomes famosos são outro grande chamariz. Apoiada por Bill e Melinda Gates, a campanha conta com a participação de atores, diretores e músicos que emprestam sua imagem para arrecadar fundos e levar a mensagem aos locais mais remotos do planeta. O vocalista do U2, Bono Vox, é co-fundador do projeto. A estrela do NBA, Dikembe Mutombo, é embaixador para a África.

A campanha One cresceu no coração da América em 2002, quando um grupo de artistas e formadores de opinião fez um tour pelos Estados Unidos em apoio a uma nova iniciativa pelo combate à AIDS. Isso significava que os americanos estavam erguendo a voz pela África e queriam ser ouvidos. No começo, o grupo se aliou à campanha Better Safer World (Por um mundo melhor e mais seguro), representando nove das maiores e mais efetivas agências de ajuda privada (com três milhões de doadores), trabalhando juntos para lutar contra a pobreza. Também “adotaram” a Bread for the World (Pão para o Mundo), uma entidade cristã que trabalha há mais de 30 anos pela extinção da fome. Logo, a One teve um começo grandioso.

Oficialmente lançada em frente ao Independence Hall, na Filadélfia, dia 16 de maio, contou com a presença de astros do basquete e do cantor Bono Vox. Desde então, mais de 100 mil pessoas assinaram a declaração de apoio ao pacto por compaixão, justiça e ajuda aos mais pobres para combater a AIDS e a extrema pobreza.

Veja alguns dos tópicos abordados pela campanha One.

Acesso de mercado e “dumping”

O objetivo é abrir os mercados dos países desenvolvidos e eliminar subsídios que causam excesso de produção e o estabelecimento de preços pelos países ricos.

O poder para decidir
 
Dar aos países em desenvolvimento o poder para decidir suas próprias políticas de comércio, de acordo com suas estratégias de desenvolvimento.

Transparência

Assegurar que todas as nações tenham um assento à mesa de negociações, permitindo que o processo de negociação seja o mais transparente e democrático possível.

Ajuda por comércio

Oferecer assistência para a construção e aumento da capacidade de produção de produtos competitivos, de modo que os países possam tirar vantagem das oportunidades de comércio e arrecadar recursos para lutar contra a pobreza. 

 Aids

Mais de 38 milhões de pessoas ao redor do mundo estão infectadas com o vírus HIV/AIDS, sendo 25 milhões somente na África. Sem tratamento, a Aids leva à morte prematura de adultos durante os anos mais produtivos da vida de uma pessoa.  A One faz campanhas de conscientização e prevenção da transmissão da doença.

Educação

Ao redor do mundo, 104 milhões de crianças não freqüentam a escola porque os pais não podem pagar mensalidades, livros ou uniformes. A One incentiva o ingresso de crianças na escola.

Água

Uma pessoa em sete não tem acesso a água limpa para beber, cozinhar ou lavar. A One chama a atenção para o fato de que crianças crescem em vilas onde a fonte de água é tão longe de suas casas que não podem freqüentar a escola regularmente.

Comida

Ao redor do mundo, uma pessoa em cada sete vai para a cama com fome toda noite. A One acredita que o combate à fome não envolve apenas comida, mas a ajuda a pequenos produtores em países pobres para melhorar a produção e facilitar o transporte das mercadorias.

Orfãos

Dezoito milhões de crianças já perderam um ou os dois pais vítimas da Aids, sendo 12 milhões na África. A One busca oportunidades para ajudar essas crianças de forma direta ou indireta.

Conheça mais sobre a campanha aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s