Consumidores com restrição alimentar estão na mira dos fabricantes de chocolate

11/04/2009 21:20:57 

Por Cristina Cople

chocolatesA chegada da Páscoa movimenta o mercado de chocolates no país, intensificando o consumo do produto. Porém, os fãs dos ovos de chocolate que têm algum tipo de restrição alimentar ficavam sem presente nesta época.

Para felicidade geral, fabricantes de chocolate investiram em pesquisa e já colocaram no mercado ovos destinados a esse público.

» Saiba mais sobre a Páscoa
» Leia também sobre chocolate
» Visite o Twitter do Click21

A Garoto fez o ovo Talento Diet, que não tem adição de açúcar. Os amargos são o Talento Intense e Mundy Collection. A Lacta fabricou o Laka Diet, chocolate branco sem açúcar, e o Lacta Diet, chocolate ao leite sem açúcar.

Para quem não se importa com o preço, a Kopenhagen criou a linha Diet Finesse, que inclui os tabletes de chocolate ao leite, chocolate ao leite com amêndoas e com avelã, além da tradicional Língua de gato. Os produtos são destinados aos diabéticos.

CHOCOLATES CERTIFICADOS

A Associação Nacional de Assistência ao Diabético (Anad) certificou que os produtos atendem à legislação sanitária vigente relacionada a alimentos especiais para diabéticos, desde a elaboração até a rotulagem.

Os ovos artesanais também são uma ótima opção para quem quer variar, mas os preços nem sempre são mais em conta. A rede de lojas Mundo Verde vende marcas variadas de ovos sem adição de leite ou glúten, ideais para pessoas intolerantes à lactose.

DE VILÃO A MOCINHO

Segundo estudo da Universidade do Estado da Pensilvânia (EUA), O cacau contém uma quantidade considerável de ácido oléico (gordura monoinsaturada) que protege as artérias, eleva o bom colesterol (HDL) e diminui o colesterol ruim (LDL).

O chocolate amargo é destaque entre os demais por ser feito com os grãos de cacau torrados sem adição de leite. Por ter maior quantidade de cacau possui maiores quantidades de flavonóides, antioxidantes, que combatem os radicais livres e reduzem os riscos das doenças cardiovasculares.

O consumo de 30g de chocolate amargo apresenta inúmeros efeitos benéficos, como estimular o cérebro e agilizar o raciocínio. O chocolate também aumenta a produção de serotonina, substância responsável pelo bom humor, combatendo à ansiedade. Porém, é preciso comer com moderação.

PERFIL DAS FORMIGUINHAS

Dados do estudo Target Group Index, ferramenta do IBOPE Mídia que afere os hábitos de consumo dos brasileiros, revelam que 68% da população consumiu a guloseima nos últimos sete dias.

A penetração do produto é alta em todas as classes sociais brasileiras e se intensifica no consumo apresentado pelo público feminino, que representa 55% dos admiradores do chocolate. Confirmando as suspeitas, 72% das mulheres consomem o doce regularmente.

O mercado brasileiro com maior penetração do produto é a capital Salvador (BA), onde 75% da população havia consumido chocolate recentemente. São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Fortaleza(CE) seguem no ranking dos “chocólatras”, com 72% da população consumidora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s